Blog - Maria Cobogó
18144
paged,page-template,page-template-blog-masonry,page-template-blog-masonry-php,page,page-id-18144,paged-2,page-paged-2,translatepress-pt_BR,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.5,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

por Maria Amélia Elói* Um convite da poeta e amiga Ana Maria Lopes me deixou lisonjeada. Ela pediu que eu escrevesse sobre a 10ª...

Por Elisa Maria Mattos Eu não sei você, mas eu me desintegro neste período do ano em Brasília. E não é de agora. Vivo...

por Marcia Zarur Diz a fábula que quando o incêndio tomou a floresta, os bichos bateram em retirada, mas um solitário beija-flor tomou para...

por Claudine M. D. Duarte Ele vestia calça azul escuro, camisa social em tom azul mais claro, meticulosamente colocada pra dentro da calça. Um...

por Solange Cianni Uma visão holística para a Educação, um novo olhar. Sugere um mergulho profundo na vastidão da individualidade, como uma radiografia da...

Por Ana Maria Lopes         A escolha de Euclides da Cunha como o autor homenageado da Feira Literária Internacional de Paraty – FLIP – não...

Por Christiane Nóbrega  Fotografia de Elias Lucena Semana passada estive em mais uma edição da Flip - Festa Literária Internacional de Paraty. Sem dúvida, o...

Por Marcia Zarur Para uma cidade que dizem sem cara, Brasília mostra suas mil faces. Para quem acha que não temos identidade, a cidade...

Por Elisa Maria Mattos Quando vi a bicicleta rosa recostada no muro tomado de limo, num beco encantado da velha Paraty, respirei profundamente feliz e...

Por Christiane Nóbrega Era sábado à tardinha. Sentado, do batente da sua casa, viu tudo. O pai cansado subia a ladeira. Trocava os passos, cambaleava. A...