Brasília, 6 décadas de todas as esperanças! - Maria Cobogó
18596
post-template-default,single,single-post,postid-18596,single-format-standard,translatepress-pt_BR,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.5,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Brasília, 6 décadas de todas as esperanças!

* por Marcia Zarur

 

Uma cidade sonho, em forma de borboleta, nos traços de Lucio Costa;

Também futurista, nas curvas ousadas da arquitetura de Niemeyer;

Totalmente audaciosa na determinação de JK;

Mas divertida e lúdica na arte de Athos Bulcão…

 

São tantas ‘brasílias’, desde a cidade inaugurada em 1960 até as recriadas e reinventadas, pelos moradores, todos os dias, em todos os cantos do quadradinho.

 

Brasília é única e é diversa. É muito mais do que uma imensa cidade-parque, com o céu sempre presente em sua imensidão, nos envolvendo e encantando em cada pôr do sol.

 

Vai muito além da cidade-maquete. É povoada por gente de verdade, que pulsa e produz muito além da Esplanada.

 

Malvista pelos forasteiros,

amada profundamente pelos filhos da terra vermelha,

conquistando corações de quem chega…

 

Brasília é uma síntese do Brasil, misturando culturas, hábitos e crenças, e formando um mosaico de mil faces, que desenha, no fim, uma identidade única!

 

Uma cidade diferente de tudo, mas que acolhe a todos. Tem a liberdade na essência e cultiva, desde o plano original, o desejo por dias melhores – de mais igualdade, solidariedade e consciência. Será sempre a capital do futuro e completa 6 décadas reunindo todas as nossas esperanças!

 

****

 

 

No aniversário de 60 anos de Brasília, dia 21 de abril, o Coletivo Editorial Maria Cobogó irá sortear, pelo Instagram, o livro Amor Concreto da jornalista e escritora Marcia Zarur. Participe!